Ajuste final

Como domingo é um dia meio morto, vou escrever posts mais leves sobre uma das coisas que mais gosto: cinema. Gosto especialmente de filmes policiais e de suspense. Por isso começo com o que considero um dos melhores filmes de gângsters já feitos.

Ajuste final (1990) é a obra-prima dos irmãos Coen. A trama gira em torno de um triângulo amoroso entre o chefão do crime Leo O’Bannan (Albert Finney), sua namorada Verna Bernbaum (Marcia Gay-Harden) e seu braço direito Tom Reagan (Gabriel Byrne).

6a00e554b11a2e8833010535f89054970c-250wi Durante a lei-seca da década de 1930 Leo cuida de seus negócios ilícitos com bebidas e jogos, mas começa a ter problemas com Johnny Casper (Jon Polito), um de seus associados por causa de suas lutas compradas.

Ocorre que suas lutas arranjadas estão sendo arruinadas pelo irmão de sua namorada, Bernie Bernbaum (John Turturro), que sempre dá um jeito de lucrar com as informações. O diálogo de abertura do filme entre Leo e Casper, onde esse reclama que a falta de ética não permite nem mais uma trapaça honesta é emblemática!

Quando Casper pede a cabeça de Bernie, Leo indispõe-se com ele e o conflito torna-se inevitável. Tom passa a fazer, então, um jogo duplo, onde vai se enrolando cada vez mais tentando salvar sua própria pele, pois não há como prever um vencedor na guerra por vir. O clima noir do filme serve de pano de fundo para as melhores atuações que já vi de Byrne (sim, melhor que seu Dean Keaton de Os Suspeitos) e Turturro: a cena em que um implora ao outro que não lhe mate é inigualável!

Outra cena imperdível é o ataque à casa de Leo ao som de “Oh, Danny boy!“. Trilha sonora, aliás, é outro ponto alto dessa obra-prima: a cena de abertura é uma das mais bonitas que já vi no cinema, fotografada pelo mestre Berry Sonnenfeld.

Os diálogos são ásperos a há todo tipo de clichés que se espera de um filme noir: ternos listrados, os carros antigos, as metralhadoras típicas e, claro, capangas violentos – dos quais, aliás, Tom apanha o filme todo.

Enfim, Ajuste Final é uma instigante história de trapaças e traições, com reviravoltas espetaculares e atuações memoráveis. Nenhuma páreo para o cinismo de Gabriel Byrne e a leviandade de John Turturro.

1 pensamento em “Ajuste final”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *