Problemas e oportunidades

Tenho visto muita gente reclamando da vida nas últimas semanas, principalmente em virtude da crise financeira. Já abordei o tema em pelo menos três posts anteriores (Taleb, o paladino; A crise e a produtividade; e Taleb novamente) e não sou, efetivamente, a pessoa mais indicada para falar do assunto e fazer as previsões de futuro por que todos anseiam.

O fato é que o dinheiro sumiu do mercado – e isso abalou muitas indústrias. Algumas, no entanto, têm a chance de socorrer o mercado, revitalizar setores, multiplicar oportunidades. Não estou falando em vender botes em enchente, mas de realmente contribuir com algo valioso num momento de revéses.

O filme a seguir ilustra, de forma bastante lúdica, a situação descrita. Ofereço uma interpretação estritamente pessoal, mas espero que você encontre sentido nela. É um vídeo muito curioso, daqueles que a gente tem uma surpresa no final e fica com vontade de rever. Para não estragar o desfecho, sugiro que você assista-o e depois leia a parte final.


Surpreendente, essa campanha foi a grande vencedora do festival de Cannes de 2007. Coisas muito estranhas acontecem no filme e a gente fica perguntando qual o sentido disso tudo. Por que esse sujeito esquisito age dessa maneira?

No final das contas a gente percebe que ele é alguém – ou melhor, algo – que está à nossa volta o tempo todo. Mas é preciso personificá-lo, dar uma aparência, um rosto (ainda que aquele!) para podermos perceber a diferença que faz na nossa vida.

E, mais incrível ainda, podemos transformar as peças que ele nos prega (o filme é bastante visual nisso) em algo a nosso favor. Recursos que estão à nossa volta, desde sempre, parecendo até nos incomodar.

Quantas coisas mais também são assim? Que outras chatices da vida podem se transformar em algo benéfico? Quantas oportunidades pulam na nossa frente disfarçadas de problemas? Que grandes idéias poderão transformar isso em negócio e, claro, em dinheiro? Porque é o que a Epuron faz: transformar recursos naturais – nesse caso o vento – em energia limpa e barata.

5 pensamentos em “Problemas e oportunidades”

  1. Grande Rodolfo (chara), seu blog é excelente. Me surpreendi com o último post, e com certeza você tem toda a razão!
    Me surpreende também como as pessoas só sabem reclamar. Encontrei seu endereço na coluna do Bob Wollheim.
    Excelente, vou ler o livro do Nassim Nicholas Taleb assim que for possível.
    Forte abraço!

  2. Oi, Rodolfo, obrigado pelo comentário!
    Que bom que você me achou e gostou do que encontrou. De fato tem muita gente que só sabe/gosta de reclamar. Parece até que torcem para que as coisas dêm errado para elas teremo do que reclamar.
    Então não podemos nós sermos as pessoas que ficam reclamando das pessoas que ficam reclamando, né? Precisamos ser os verdadeiros agentes da mudança! Pois uma das coisas que não vai mudar é que as pessoas vão continuar reclamando…
    Abraço,
    Rodolfo.

  3. Oi Rodolfo,
    Gostei muito do que voce escreveu, e concordo com voce em todos os aspectos.
    Muitos recursos naturais sao “desperdicados” na atualidade (o vento eh um deles)…O que deveria ser um disparate o fato de seguirmos com tantos desmatamentos e extracoes absurdas,mesmo isso causando a destruicao do nosso Planeta, quando no mesmo tempo, nesse caos que nos proprios estamos criando, tantas outras fontes de energia sao esquecidas por nao lhe darmos o devido valor…
    Um forte abraco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *