Um ano de blog!

O que tem dentro desse blog, blog, blog...?
O que tem dentro desse blog, blog, blog…?

Caros amigos, queridas leitoras, assinantes assíduos, seguidores anônimos, leitores bissextos e demais bisbilhoteiros, hoje esse humilde blog está completando um ano. Talvez até a data tivesse passado em branco, não fosse a cobrança da anuidade enviada pelo servidor/publicador…

Foi um ano interessante, desde o primeiro post onde comecei a exercitar o hábito de escrever. Como sempre gostei muito de ler, escrever foi como uma extensão desse hábito. Algo como recontar um pouco das fascinantes coisas sobre as quais aprendo por aí.

Naveguei por assuntos diversos, alguns inofensivos outros polêmicos, por vezes com abordagens bem-humoradas, outras pouco amistosas. Livros foram temas recorrentes, seja em posts específicos ou apenas como suporte a uma ou outra teoria maluca sobre a qual escrevia.

Também naveguei pela política, onde critico o preguiçoso jeito laissez-faire do brasileiro na sua lida com questões mais delicadas, destilando minha insatisfação com nossa indolência tropical. Busco, sempre que possível, desmascarar o pequeno vilão que reside em nossos complacentes corações e corrompem os respectivos bolsos e caráteres.

Tive muita satisfação, ainda, em escrever a série de textos sobre Experimentos em Psicologia, que acabou tornando-se uma referência sobre o tema, rendendo ótimas discussões, comentários muito interessantes e um público cativo, ávido pelo assunto.

Fiz amigos, alguns dos quais já tive o prazer de conhecer pessoalmente, enquanto que outros continuam tão virtuais como no início. Contatos que me permitiram estender um pouco o alcance dos meus textos, levando-os a outros domínios e endereços, como o Administradores, o Acerto de Contas e, mais recentemente, a Você S/A, onde publico textos exclusivos na coluna O líder acidental.

Na semana passada também acabei me rendendo ao Twitter, depois de resistir por certo tempo. Ainda explorando o serviço e aprendendo a lidar com suas peculiaridades, tenho acompanhado o interessante poder de mobilização da ferramenta e sua capacidade em atrair audiência. Vejamos até quando…

Por falar em audiência, tenho tido enorme satisfação com os relatórios que mostram uma consistente evolução diária. As parcerias estabelecidas têm sido uma saudável fonte de novos leitores – que acabam sempre ficando mais um pouquinho.

Tentando dar um ar mais profissional à coisa, registrei meu próprio domínio e, a partir de agora, vocês podem me acessar (no bom sentido, claro) através do www.naopossoevitar.com.br.

Além desse domínio mais prático, você também pode acompanhar as atualizações do assinando a lista de emails, recebendo as novidades no conforto do seu lar ou acrescentar, ainda, este endereço ao seu leitor de notícias favorito.

E, sinceramente, espero que você continue acompanhando por muito tempo, pois tem sido um grande prazer escrever. Conto com você para o próximo ano!

Um grande abraço, Rodolfo.

15 pensamentos em “Um ano de blog!”

  1. Oi Rodolfo, é uma trajetória admirável, e para mim exemplar. Você é um mestre deste ofício. Me tornei leitor assíduo. Venha me visitar. Vou convidá-lo para um batepapo entre os blogs: o filme “A Onda”. Imaginei você escrevendo sobre o filme, à luz das experiências do Milgram e do Zimbardo. No meu blog linkarei para os teus posts sobre eles.
    Um abraço

  2. Parabéns, meu velho um ano levado com muita categoria, é bom abrir o reader e ver que tem um novo post, para ser lido aqui no ensolarada, abafado e entediante Alabama.
    Abraços, Leo

  3. Parabéns pelo aniversário… Por acaso conheci o seu blog. Mas não é por acaso que continuo lendo com atenção seus escritos…
    Abraços!!!

  4. Grande, Rodolfo.
    Longa vida, meu caro!
    Nei sei como vim parar por aqui, mas o importante é que nunca vou sair. (No bom sentido, eh claro).
    Abração.
    P.S. Te disse que o Twitter não era coisa de fresco! HAHAHAHA

  5. Rudolph, parabéns, meu caro! Parabéns duplo na realidad, pq estou impressionada com a sua atuação no Twitter. Postando até pelo celular? Quem diria, heim? I’m lovin it rsrsrs
    Vida longa ao Blog! Fico feliz em ver que ele tem rendido bons frutos, vai virar escritor full time! Prazer incomensurável acompanhar seus textos.
    Como diria Steve Jobs: “Stay Hungy. Stay foolish”.
    * And Keep Walking. 🙂
    Bjo pra tu!

  6. Parabéns é pouco para um trabalho tão brilhante!
    Faço questão de dedicar uma boa parte do meu dia-a-dia para aprender e me divertir com o “Não posso evitar”.
    Espero que você continue sem conseguir evitar por muuuito tempo!
    Vida longa, Rodolfo!

  7. Parabéns já foram dados, mas tomo a liberdade de repetir: Parabéns!!
    Não só pelo Blog, pelos textos etc, mas (e muito mais) por manter a cabeça funcionando e maquinando sempre, receita para se manter distante de uns patches que conhecemos por aí..
    Dezembro volto pra Terra Brasilis de vez e estou seco pra tomar dinheiro de uns jogadores de poker de meia-tigela (acho que era eu quem ficava desse lado do placar. Mas não importa!)
    Abraços e muita força para os datilo-mano-braquio-cerebro-músculos continuarem ….
    Serpa

  8. Parabéns Rodolfo, acho que como as empresas que são abertas e fecham, a maior parte dos blogs fecha antes de 1 ano, por falta de conteúdo de qualidade, motivação, público, etc. O seu blog tem todos esses ingredientes e o sucesso está aí.
    Continue assim!
    Grande abraço,
    Marcelo

  9. Enfia o chip no cu!

    Em um ano de blog, essa é a segunda vez que um palavrão aparece no título. A primeira foi no simpático Fooooooda-se!, onde eu explicava por que o palavrão é convincente. Mas dessa vez é de raiva mesmo. Explico: Faz…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *