O canhoto, este ser sinistro

Assisti esses dias The mistery of the left hand, um documentário da BBC Horizon onde tomei conhecimento de uma série de fatos curiosos a respeito dos canhotos. Nele, o renomado neurologista Norman Geschwind apresenta uma interessante teoria sobre lateralidade, associando-a à testosterona.

Segundo o cientista, precursor da Neurologia Comportamental surgida no início da década de 1970, uma excessiva produção do hormônio masculino retardaria o desenvolvimento do hemisfério esquerdo do cérebro, fazendo com que o direito torne-se dominante. E, como o controle dos lados do corpo é invertido (o hemisfério direito controla o lado esquerdo do corpo e vice-versa), o indivíduo acaba tornando-se um canhoto*. Isso explicaria, por exemplo, porque existem mais canhotos do que canhotas.

- Sai pra lá, seu torto!
– Sai pra lá, seu torto!

Em seu interessante artigo, Left-handedness: Association with immune disease, migraine and developmental learning disorders (arquivo em PDF), Geschwind associa, ainda, o menor desenvolvimento do lado esquerdo do cérebro a alguns consequentes contratempos. Canhotos teriam, por exemplo, maiores chances de desenvolver doenças relacionadas ao sistema imunológico (alergias e alguns tipos de artrite reumatóide), enxaqueca e problemas de aprendizado envolvendo a linguagem (dislexia e gagueira).

Em oposição a esta teoria biológica, há os que defendem causas ambientais. Em seu livro The Left-Hander Syndrome, o Dr. Stanley Coren diz acreditar que todos somos destros e que algum problema na gestação ou no parto seria responsável pela troca do lado dominante.

Recentemente identificou-se, ainda, um gene associado à probabilidade de uma pessoa ser canhota, embora estime-se que a chance de pais canhotos terem um filho idem seja da ordem de 26%. Desgraçadamente o mesmo gene parece estar ligado, também, a maiores chances de a pessoa desenvolver esquizofrenia – o que explicaria a alta incidência de canhotos com esta patologia.

Fato é que há muitas lendas envolvendo os canhotos, desde a Idade Média onde eles eram considerados bruxos e sofriam as calorosas consequências de sua preferência pela parte esquerda do corpo. Até recentemente, muitos canhotos eram forçados a abandonar tal inclinação para se adaptar artificialmente ao mundo dos destros. Até mesmo os termos usados para descrever um canhoto são pejorativos na maioria dos idiomas, reforçando o caráter sinistro (com trocadilho, por favor) com que sempre foram encarados. Não à toa, destreza (no sentido de habilidade) vem de destro…

A maior parte das generalizações que se faz não tem, contudo, qualquer base científica. Tanto é que na eventualidade de uma lesão em algum hemisfério cerebral, o lado não afetado normalmente assume as funções prejudicadas. O fato de haver alguma separação ou especialização lateral serve para multiplicar as possibilidades do cérebro, permitindo maior diversificação, em vez de redundância. Tudo o que a ciência conseguiu mostrar até agora é que ninguém é totalmente inclinado para um único lado.

Que lado faz o quê?
Que lado faz o quê?

A lateralidade fica evidente em algumas preferências como a mão ou pé mais usados estendendo-se, inclusive, ao olho ou ouvido preferidos. Mas para atividades cognitivas não há regras fixas. Enquanto que 95% dos destros têm suas funções de linguagem localizadas no hemisfério esquerdo do cérebro, para os canhotos esta proporção fica um pouco acima da metade e aproximadamente um quarto dos canhotos processa a linguagem em ambos os lados. Ainda assim, isso difere de acordo com funções de linguagem específicas, como gramática e vocabulário.

Por outro lado, algumas evidências científicas sustentam a localização do processamento de estímulos visuais e sonoros no lado direito do cérebro, bem como raciocínios ligados à percepção espacial (o que explica a grande incidência de arquitetos canhotos e o sucesso de tenistas canhotos).

Outros experimentos mostram, também, um melhor processamento de novas situações pelo lado direito do cérebro, enquanto que o esquerdo lida particularmente bem com atividades mais corriqueiras.

Algumas especulações são feitas, ainda, tentando relacionar o sucesso (ou a falta dele) à preferência pelo lado do corpo, mas nada de conclusivo foi apontado até então. De um lado, uma pesquisa da década de 1980 mostrou prevalências compatíveis de canhotos tanto nos 15% melhores alunos quanto nos 15% piores alunos de uma Universidade americana, indicando a ausência de diferenças intelectuais significativas.

Mas um recente estudo de Ruebeck, Harrington Jr. e Moffitt (Handedness and Earnings, 2006 – arquivo em PDF) mostrou que canhotos com formação universitária ganham aproximadamente 15% mais que seus pares destros. Ainda, se a formação acadêmica for mais elevada, esta diferença pode subir para 26% – embora esta diferença valha apenas para os homens.

Um estudo de Charlotte Fauriet e Michel Raymond (Universidade de Montpellier, na França) lança, contudo, a hipótese de que por uma natural vantagem nos combates físicos (o destro tem dificuldade em antecipar os golpes de um canhoto), os canhotos estariam mais associados à violência. Os pesquisadores encontraram uma correlação positiva entre as taxas de homicídio e a porcentagem de canhotos em alguns países. Isto é: quanto mais canhotos no país, maior a taxa de homicídio.

Claro que uma correlação destas não significa, necessariamente, causalidade. Ou seja, embora dois fatos ocorram juntos frequentemente, não significa que um seja a causa do outro. Os próprios Fauriet e Raymond argumentam que os canhotos não são mais violentos – eles apenas levam vantagem quando brigam.

Deixe de ser tapado, meu filho!
Deixe de ser tapado, meu filho!

Evidências científicas à parte, a verdade é que o canhoto vive num mundo que não é feito para ele. Atividades corriqueiras para um destro podem se transformar em problemas praticamente insolúveis para quem precisa usar a mão esquerda.

Isto ocorre porque a maioria dos instrumentos cotidianos favorecem o uso da mão direita – algo que muitos destros nem sequer se dão conta. Um ótimo exemplo disso é a tesoura. Quando um canhoto segura uma tesoura com a mão esquerda, ele força suas lâminas para fora – e não para dentro, como um destro – dificultando o corte. Além disso, o canhoto não enxerga o que está cortando – o que pode ser realmente perigoso…

Pense, ainda, em uma régua. Para o destro é muito simples e natural traçar uma reta da esquerda para a direita, mas para o canhoto isso significa passar uma mão por cima da outra – o que não é nada prático. Outros exemplos pitorescos são o saca-rolhas, apontador de lápis, carteiras escolares, teclado numérico (fica do lado direito), caderno espiral (a mão que escreve fica em cima da armação de arame), botões da camisa, armas de fogo (a trava do gatilho é do lado direito, assim como a alavanca de liberação do pente de munição), câmeras fotográficas, violões etc.

A consequência disto é que o canhoto precisa encontrar meios de superar tais dificuldades e isto pode levá-lo a desenvolver uma maior capacidade de adaptação a novas situações. Minha teoria – ainda não submetida aos crivos da ciência – é que para as atividades que um canhoto nunca realizou ele deve fazê-las como um destro. Se o canhoto nunca tocou violão na vida, por que inverter a posição do instrumento?

Afinal, a coordenação e o ritmo necessários são resultados de uma habilidade motora fina que ele nunca treinou. (Provavelmente o canhoto Eric Clapton pensou assim, ao contrário de Jimi Hendrix e Paul McCartney.) O mesmo vale para o abridor de latas: por que segurá-lo com a mão esquerda? Ainda assim, para quem insiste em fazê-lo, há lojas especializadas em produtos para canhotos, como a Anything Left-Handed.

Outra curiosidade que observo é que quando uma pessoa identifica um canhoto, quase sempre também é um canhoto. Destros dificilmente prestam atenção nisso. Aliás, destros raramente percebem os canhotos.

Quatro dos cinco últimos presidentes dos EUA são canhotos
Quatro dos cinco últimos presidentes dos EUA são canhotos

Certamente esse texto não estaria completo sem uma lista de canhotos famosos e você provavelmente já esperava por isso, certo? Então vamos a ela.

Políticos e estadistas: Alexandre o Grande, Napoleão Bonaparte, Benjamin Franklin, Fidel Castro, Gandhi e Bill Clinton.

Artistas e escritores: Leonardo Da Vinci, Michelangelo, Raphael, Beethoven, Mark Twain, Friedrich Nietzsche, Tom Cruise, Robert De Niro, David Letterman, Jay Leno, Kurt Cobain, Paul Simon, Steve McQueen, Julia Roberts, Bruce Willis, M.C. Escher, Charles Chaplin, Cole Porter  e Marilyn Monroe.

Atletas: John McEnroe, Martina Navratilova, Maradona, Johan Cruyff, Romário e Ayrton Senna.

Outros: Henry Ford, David Rockefeller e Einstein.

Uma curiosidade é ver alguns personagens canhotos. Por que um autor decide que sua criação usará a mão esquerda? Há algumas explicações: Rocky Balboa era um southpaw por causa da fama que os lutadores que usam a mão esquerda têm de ser imprevisíveis. Já o Neo, de Matrix, provavelmente é canhoto porque Keanu Reeves também o é. Keyser Soze, de Os Suspeitos, usa a mão esquerda por causa de uma aparente deficiência física que afeta o lado direito do seu corpo. Bob Esponja e Dilbert, no entanto, apenas reforçam o estigma de que o canhoto é atrapalhado. Com relação a Bart Simpson, bom, este é um destrabelhado mesmo. Ah, e Leonardo, Michelangelo e Raphael a que me referi lá em cima não são as Tartarugas Ninja…

Mas nem só de bons exemplos orgulham-se os canhotos. Pelos ferimentos de suas vítimas, acredita-se que Jack o Estripador era canhoto, tal como o famoso serial killer Albert de Salvo, o estrangulador de Boston. Assim como John Dillinger, o sanguinário gângster americano do início do século passado e Billy the Kid, o pistoleiro que aterrorizou o faroeste ianque.

E você, destro ou canhoto, de que lado você fica?

DISCLAIMER: eu sou canhoto (assim como meus amigos blogueiros Alexandre Serpa e Nina).

____________________

* Será que o canhoto é mais macho por isso…?

Aliás, você conhece alguma mulher gaga, além da Lady?

‡ O termo southpaw teve origem nos campos de beisebol, construídos de forma que o batedor fique virado para o leste, para evitar que ele pegue o sol da tarde de frente. Assim, a mão esqueda do arremessador fica virada para o sul.

41 pensamentos em “O canhoto, este ser sinistro”

  1. Dia Rodolfo dos infernos, muito bom como sempre!!!!
    O mais legal é quando me lembro do meu pai falando “parece aleijado” sempre que eu fazia com a mão esquerda algo que, originalmente, era desenhado para se fazer com a direita.
    O interessante é que da família (de primeiro grau) sou o único canhoto e o mais ‘artístico’ de todos.
    Agora, tirando a caneta-tinteiro, a colher-torta de bebês, o pior de tudo era (quando eu brincava de polícia, bombeiro ou de exército) acertar o lado da continência ….
    Ah, ainda vou assistir o documentário do link, mas você também sabia que mesmo os canhotos de mão, raramente são canhotos de pé!? (ser totalmente – mão e pé – canhoto é extremamente raro).
    Abraços sinistros
    Serpa
    Obrigado pela citação

  2. Excelente texto, Rodolfo, com já havia lhe dito. Parabéns!
    Adorei, mesmo. Você sempre vai fundo nos assuntos, hein?
    Mas e eu, que sou ambidestra, como fico? Na verdade, faço tudo mal com as duas mãos… Escrever escrevo só com a esquerda, mas se me esforçasse, escreveria com a direita, também. Para pintar, compasso, régua… Uso as duas mãos. Nunca consegui jogar bem tênis, ping pong… Consigo jogar com as duas mãos, mas o desempenho é sofrível… Frescobol o professor achou que jogo menos pior com a direita (ahaha, fiz uma aula de frescobol, juro!).
    Se me atiram alguma coisa para eu pegar no ar, o tempo que demoro processando com qual mão pego, é o suficiente para o objeto se espatifar (normalmente estendo a mão direita).
    Outra curiosidade é que tenho os dois lados do corpo simétricos, ou seja, tenho as mesmas medidas de braço, coxa, panturrilha. O mais comum é que haja alguma diferença.
    Enfim, acho esse assunto bastante interessante e adorei o seu texto e sua abordagem.
    Parabéns de novo, obrigada por citar o blog,
    Bj

  3. Rapaz, que belo estudo, hein? Tenho aqui comigo um estudo de uma universidade brasileira sobre canhotos. Fico vendo alunos se contorcendo, tendo problemas de coluna, simplesmente porque o funcionário não pôs as cadeiras para canhotos na sala de aula.
    Muito bom ler isso que você escreveu.

  4. Eu sou canhoto e sortudo, porque na roleta das chances eu conseguí todas as doenças relacionadas hauhaua.
    “Canhotos teriam, por exemplo, maiores chances de desenvolver doenças relacionadas ao sistema imunológico (alergias e alguns tipos de artrite reumatóide), enxaqueca e problemas de aprendizado envolvendo a linguagem (dislexia e gagueira†).”
    Espero que eu nao me torne esquizofrenico.

  5. Oi.. interessante mesmo o texto..
    Sou canhota e realmente não é fácil abrir um alimento enlatado, minha primeira tentativa realmente foi traumatizante, mas aprendi a sobreviver no mundo dos destros, tanto que uso o mouse no lado direito e não tenho problemas com o teclado numérico.
    Eu acredito que isso seja genético, pois apenas um avó (pai do meu pai) era canhoto, meus pais destros e meu irmão e eu somos canhotos, seria realmente estranho se nós dois sofrêssemos de algum “mal do lado direito”.

  6. ahn…
    legal a postagem, Rodolfo.
    Pra colaborar, tenho algumas correções:
    1- “a Idade Média onde eles eram considerados bruxos” – é porque a tradição (com “t” minúsculo) da Igreja atribui o lado direito à posição do Anjo da Guarda pessoal. Ora, se o Anjo estaria na direita (pra guiar a mão direita) então quem estaria na mão esquerda seria um demônio. Em latim direita é “dextra” e esquerda “sinistra”.
    2 – caderno espiral (a mão que escreve fica em cima da armação de
    arame) – mesmo? Sempre usei o caderno que incomodava tanto ao canhoto quanto ao destro…
    3 – botões da camisa – depende. Os botões de camisa feminina são ao
    contrário dos da masculina…
    Nota do autor: Alexandre, os botões da camisa feminina são do outro lado, porque no séc. XVIII não eram as mulheres que os abotoavam, mas sim suas camareiras. Por isso eles são do lado oposto.
    4 – violões – Jimi Hendrix trocava a posição das cordas na guitarra. No caso dos violões, nada afeta o desempenho esta troca.
    5 – Leonardo Da Vinci – era ambidestro… escrevia e desenhava com as duas mãos, mas pintava com a esquerda.
    6 – você conhece alguma mulher gaga, além da Lady? – várias… Inclusive uma delas, uma nordestina, foi tema de uma edição do programa “Pânico”, com Rodrigo Scarpa.
    Ah, obrigado por esclarecer o termo “pata do sul”… Vi o Rocky várias vezes e nunca entendi muito o termo…

  7. Bom dia, Rodolfo. Entrei no myTVblog e encontrei um doc da BBC que tenha certeza que você se interessará. É o What Makes a Genius, da BBC Horizon. Tem a versão em torrent com melhor qualidade tb.
    Estou assistindo agora e vim postar aqui sobre ele. Tem um trecho em que o apresentador/pesquisador fala sobre os “Termites”, aqueles do livro do Malcolm Gladweel, Fora de Série.
    Fica aí a sugestão.
    Abraço
    Mure

  8. Grande Rodolfo.
    Interessantíssimo, como sempre.
    Me chamo Éder pois nos anos 80 havia um jogador do Atlético Mineiro e da seleção chamado Éder Aleixo, cuja “paulada” na perna esquerda ficou famosa. Como meu pai era muito fã do cara, apesar de ser palmeirense, me batizou com o nome.
    Engraçado que meu pai queria também que eu fosse canhoto. Me fazia chutar a bola com a perna esquerda e sempre me fazia trocar de mão na hora de escrever alguma coisa. Não deu muito certo. Nem pra ser ambidestro eu servi. 🙂
    Não conheço muitos canhotos, mas sei que até pelas adversidades eles são mais inteligentes, sim. Você é uma prova disso.
    Pergunta: O Jimi Hendrix invertia as cordas ou ele simplesmente invertia a guitarra que seria para destros? Já houvi as duas versões e nunca sei.
    Genial como sempre, meu caro!
    Grande abraço.

  9. Curti teu texto!
    Eu sou canhota; uso a mão esquerda pra escrever, e no futebol uso a perna ipsilateral tb. No tênis uso a esquerda, pra abrir enlatados (aí vai uma dica, canhotos: abram o enlatado no sentido horário, tive que me virar pra poder usar e dá certo, supertranquilo). A diferença só aparece no basquete, onde uso a mão direita pra dominar e fazer dribles, mas só arremesso com a esquerda; no violão, não inverti as cordas, aprendi a tocar as notas invertidas, contorcendo e criando agilidade com a mão direita (foi DIFÍCIL isso).Engraçado que quando fazia catequese, me benzia com a mão esquerda; minha catequista ficava horrorizada pq eu me benzendo com a canhota, chamava o diabo e n deus. RISOS.
    Não acho que somos tão estranhos. O que acontece é que temos mais potenciais do que os meros destros e isso é difícil de engoolir NÉAM. Nós dominamos o mundo, se você perceber bem: presidentes, artistas, escritores, filósofos, atletas… os melhores foram canhotos. Modéstia parte, claro.

  10. Legal o texto!
    Sou canhoto e possuo qualidades boas e não tão boas. Sou bi-campeão brasileiro de karatê e penta campeão catarinense tbm, levo muitas vantagens em esportes como handebol, onde jogo no lado direito, dificultando os marcadores e tbm ampliando o ângulo de arremesso ao gol! Porem faço curso de engenharia e levo muitas dificuldades com matérias como as físicas do curso!
    Vendo a citação acima, e parando para pensar, creio que sou realmente agressivo, não sei se pelo fato do canhotismo ou pela própria natureza, mas de fato, se for para entrar na estatística, nos esportes sou extremamente habilidoso porém violento…
    Por outro lado não sou uma pessoa briguenta e leio muito, gosto de ler td e estudar história, mitiscismo e mitologia!
    Repito, não entendo se de fato há alguma relação por ser canhoto, gostaria de ouvir alguma opinião a respeito, pois tbm percebo um certo nível de bipolaridade de humor em mim(depois de tanto as pessoas falarem haha), há de fato uma bipolaridade de humor entre os canhotos? Ou td acima citado acontecem com tds, independente do hemisfério cerebral predominante!?
    Obrigado.

  11. Eu sou canhoto, e algumas atividades como manusear o mouse eu faço normalmente no lado direito mas tocar violão eu troquei as cordas de posição e toco como canhoto, no futebol também chuto com a esquerda .
    Na minha classe sou considerado estudioso, tenho gosto por história e geografia, e por arquitetura e como o amigo de baixo gosto de mitologia. As vezes sou meio estressado mas nada fora do controle.
    Serão consequências de ser canhoto ?

  12. Eu nao sei oq sou … mas acho que sou um canhoto que foi criado como destro … porque meu pai eh desenhista e desde pequeno ele me treinava como destro … como vc disse pelo fato de ser destro ele nao deve ter percebido que eu era canhoto … ai aprendi a escrever e desenhar com a mao direita … mas as atividades em que tive que usar o instinto … eu sou canhoto … eu comecei a lutar boxe tailandes … meu professor viu que eu socava melhor com a esquerda e chutava melhor com a esquerda … e a mesma coisa no futebol … abrir macanetas … tocar violao … as vezes tento escrever com a esquerda e a letra sai boa .. sinto que soh falta treino … talvez por isso eu seja meio doido huasduhas cerebro confuso

  13. Atirando no que não viu IV

    E lá vou eu, mais uma vez, tentar fazer graça com as presepadas que empurram internautas desavisados aqui para os meus domínios. Para quem (ainda) não leu nada desta série, é uma coletânea das toscas consultas feitas ao Google e…

  14. Eu amo ser canhoto, é tão bom ser diferente dos demais
    vivo tirando sarro de quem é destro, por conta das pesquisas, e do fatos dos maiores personagens históricos serem canhotos
    somos a minoria, tudo que há em pouca quantidade se torna valioso, nós somos valiosos HAHAHAH

  15. Adorei! Também adoro usar a mão esquerda para quase todas as atividades. E sobre usar objetos como tesouras, réguas e cadernos com arame é um pouco irritante, mas abrir uma lata é impossível. Eu sou a única pessoa canhota da minha família. Eu li em algum lugar que as chances de uma pessoa cujo os pais são destros nascer canhota é de cerca de 2%, eu gostaria de saber se é verdade porque os pais da maioria das pessoas canhotas que eu conheço são destros. Quando eu era criança eu tinhas duas amiguinhas canhotas. Nós três ficávamos desenhando na mesa e a minha mãe ficava se perguntando o que havia de errado naquela cena… Já usar o mouse e tocar instrumentos com a mão direita não é problema. É tudo questão de prática.

  16. excelente texto
    sou canhoto tenho dificuldades em varios lugares
    principalmente em carteiras de colegio,para trocar de marcha do carro
    quando eu era criança eu era meio gago
    com o tempo isso foi desaparecendo
    há possibilidades do canhoto ser mais inteligente que o destro?
    ou o destro ser mais inteligente que o canhoto?

  17. eu tbm tiro sarro dos destros kkkkk, quando uma pessoa está fazendo alguma coisa, dai eu falo com ela e eu vejo que ela nao consegue continuar fazendo oq estava fazendo e prestar atençao no que eu digo ao msm tempo, eu ja falo: “eita tinha que ser destro msm só consegue fazer uma coisa de cada vez”. kkkkkk

  18. Eu na verdade não sei o que sou… se sou destro ou canhoto… é meio confuso.
    Eu escrevo com a esquerda, sendo assim seria canhoto. mas jogo futebol com a direita, toco violao como destro. Se eu fosse bater em alguem, dar um soco, usaria a direita, mas para lançar algo (sei la, uma pedra, ou qualquer coisa), tem que ser com a esquerda, porque a precisão é maior. kkkk sou bem estranho em relação a isso…
    Tem coisas que eu vou fazer, e fico pensando qual mão seria melhor… as vezes tenho que fazer uma pequena simulação em minha cabeça pra saber qual lado seria melhor, e as vezes parece que nenhum da muito certo kkkk

  19. Eu sou canhoto… escrevo com a mão esquerda e chuto com a perna esquerda, mas isso nao significa q eu seja um desastre com a mão direita, na verdade, eu sempre uso a mão direita para atividades q nao precisam de muita força ou muita cordenação motora. Mover o mouse por exemplo, faço normalmente… como se eu estivesse usando a mão esquerda mesmo, do mesmo modo como seguro a colher para fazer as refeições e escovo os dentes com a mão direita tambem… assim como usar tesouras ou pentear o cabelo.
    Só q todas essas coisas q eu faço com a mão direita, eu simplesmente nao consigo fazer com a mão esquerda… é como se eu me sentisse estranho mesmo fazendo isso com a minha mão esquerda… eu não usaria um mouse para canhotos ou coisas do tipo porq pra essas coisas eu sou praticamente destro.
    Mas nao, eu nao sou ambidestro… eu simplesmente não consigo escrever com a mão direita… eu escrevo torto e fora da linha, sem falar q a minha velocidade reduz 400% … do mesmo modo q acontece com os meus chutes… com a perna esquerda eu posso mandar um chute aonde eu bem entender, mesmo sem praticar muito futebol… só q com a perna direita alem da minha força reduzir em 400% eu nem mesmo consigo me posicionar para chutar a bola, eu não sei me apoiar com a perna esquerda e nem consigo direcionar o meu chute… muitas das vezes eu piso em cima da bola e caio quando tento ir de direita kkkk… eu perco a noção de tempo e espaço mesmo!
    Tambem nao acho q tenha algo a ver o lance de criminalidade do país com os canhotos… afinal, ninguem pode dizer precisamente quantos canhotos cada pais tem.. e muito menos dizer os indices exatos de violencia q acontece nos países, pois muito dos crimes nem se quer vão para estatisticas!
    E só pra concluir esse pensamento… se canhotismo tivesse algo a ver com violencia, então o brasil seria o país mais canhoto do mundo
    AUEHAUHEUAHEUAHUEHAUHEAUHEUAH

  20. Gostaria de fazer mais um comentário.
    A ambidestria, não creio que existam ambidestros naturais, apenas pessoas que treinaram a mão inábil tanto quanto a hábil.
    Eu mesmo treinei para ser capaz de desenhar com ambas as mãos, o processo de aprendizado com a esquerda foi simples, já o da mão direita eu tive que aprender desde o começo, como se tivesse segurando o lápis pela primeira vez no primário, é frustrante e extremamente engraçado.
    Um fato engraçado é que a única forma de escrever com a mão direita que consigo fazer é de traz pra frente, escrevo de forma espelhada, é engraçado, mas funciona.
    Ponto bom: mais atividades efetuadas em menos tempo
    Ponto ruim: escrever com a mão direita continua fazendo com que eu borre todo o papel ao passar a mão por cima Uu

  21. Eu sou destra, mas faço algumas coisas com a mao esquerda: quando eu era ginasta, fazia muitos movimentos – espacato, estrela – com o lado esquerdo. E simplesmente não consigo abrir garrafas com a mão direita, apenas com a esquerda. Também consegui jogar ping-pong razoavelmente com a esquerda. Também jogo badminton, e como tenho um pouco mais de força no braço esquerdo, uma lesão no braço direito e nenhum canhoto jogando comigo, tenho praticado jogar com a esquerda. Com relativa facilidade. Não sei se o fato de ter tido aulas de piano na infância auxiliou no desenvolvimento das habilidades da mão esquerda.
    Agora escrever… é uma história bem diferente. Resultados bem ruins, kkk.
    Também já vi algo a respeito das unhas das pessoas, que costumam crescer mais rápido na mão que se usa mais. Mas no meu caso, quem cresce mais são as da mao esquerda. Também sou um pouco violenta, mas aprendi a dominar – tudo tem um limite – mas nao acho que realmente tenha alguma relação com o canhotismo, nada muito significativo pelo menos, pois já conheci canhotos violentos e não-violentos. E tenho uma estranha tendência de desenvolver amizades com canhotos.
    Muito estranho. Devo ter alguma porcentagem de canhotismo.

  22. E ai pessoal, bom, sou canhoto e nasci canhoto mas com o tempo me despertou a curiosidade de fazer as coisas com a mão direita e através desta minha curiosidade levei os meus amigos destros a treinarem também com a mão esquerda. Demorou um bom tempo pra mim aprender, mas hoje eu como com a mão direita com a maior facilidade, escovo os dentes com ela, uso o abridor de latas com a direita, tesouras e a minha escrita já esta muito melhor, eu escrevo razoavelmente de vagar e a letra fica muito melhor do que a de muitos destros, na verdade ultimamente eu tenho usado mais a direita do que a esquerda e tenho me sentido confortável, quando eu sentir saudades da esquerda eu volto de novo. Quando se sabe fazer tudo com as duas mãos você tem um triunfo maior “pretendo melhorar cada dia mais”!!!!!

  23. Oi Lucas, não sei se vc vai ler meu comentário, afinal já se passaram 3 anos. Vc é a primeira pessoa que encontro igualzinha a mim. Escrevo e como com a esquerda, o resto é aleatório. Chuto com a direita, mouse com a esquerda, penteio cabelo com a direita, jogo tudo, tênis, ping pong, golf, tudo com a direita, mas seguro rifle com a esquerda e revólver com a direita. Abridor com a esquerda, seguro o controle de tv com a direita, e por aí vai. Nem pense numa solução para o enigma, estou com 70 anos, ehehehe. Fora que fui a ÚNICA canhota do colégio onde fiz o primário, dado que minha mãe não deixou que me corrigissem. A partir daí, as estudantes do curso Normal, que formava professoras primárias naquela época, passaram a me usar como cobaia para tudo. E para maior espanto delas, aquela coisinha estranha passou o primeiro e o segundo ano em 2o. lugar, e o terceiro e o quarto em primeiro! vai entender. Um abração

  24. Sempre fui canhota até entrar para a primária. Aí, fui obrigada a aprender tudo com a mão direita. Neste momento tenho 30 anos e posso vos dizer que não sei qual das duas mãos uso mais. Engraçado não é? Escrevo com as duas sem se notar diferença, sirvo-me e como com as duas muitas das vezes sem dar conta, no local do trabalho por exemplo, a fazer embrulhos, corto a fita cola do dispensador com as duas mãos. A mim não me faz diferença, mas a certos clientes ficam perplexos com o q vêem. A nivel de pernas, sempre que jogava futebol, era a mesma coisa…. tanto chutava com a direita ou com a esquerda.

  25. Sou canhota, e a maior parte das coisas eu simplesmente adapto. Nunca consegui abrir uma lata de conserva.
    Sinceramente, acho que podemos SIM aprender a usar a mão direita, pras coisas que não tem jeito. Só é um pouco mais difícil para nós.
    O problema não é disso, realmente. Quero dizer, cadernos: É uma desgraça escrever neles as vezes, mas se você gira ele fica muitos mais fácil. Há adaptações pra tudo, certo?
    O meu maior problema com ser canhota era por causa da minha educação entre 5º e 6º ano, em que eu estudei num colégio evangélico um pouco obsessivo. Não que eu esteja criticando a religião nem nada, mas tem um povo que exagera.
    Minha professora costumava brigar comigo, tipo, gritar mesmo, quando eu usava a mão esquerda para escrever, principalmente. Chegou a um ponto que ela prendeu minha mão a cadeira, pra me impedir de usar e me obrigou a usar a direita.
    O problema, é que há vários tipos de canhotos. Os canhotos mais leves, que são coordenados mais com a mão esquerda, por preferencia, mas não há muito problema com usar a direita. E os que são quase completamente descoordenados com a direita. Eu sou assim, então acabei tendo minha letra ilegível, durante dois anos da minha vida, o que me trouxe muitos problemas, inclusive psicológicos por causa da sensação de incapacidade de fazer algo tão normal como escrever. Passei dois anos praticando, mas minha letra com a mão direita ainda é uma porcaria ilegível.
    Ou seja: Eu acho que há coisas que podemos adaptar, mas tem outras que é simplesmente impossível.
    Outros fatos, é que no proprio colégio eu cheguei a sofrer bullying e atentados a minha pessoa por causa simplesmente de como eu nasci.
    O mundo é feito para destros? É sim. Mas nós podemos dar um jeito nisso. Mas e esse preconceito, que é enraizado por algumas comunidades? Machuca. Muito.
    Uma vez, a professora chegou a machucar meu braço, trocando as posições das minhas mãos na flauta doce.(Eu favorecia a mão esquerda como “dominante”) Cheguei a aprender a tocar com a direita como dominante, sim. Mas… Desnecessário, não acham?
    Isso foi meio que um desabafo, realmente.(Perfeitamente explicável já que eu tenho só 17 anos, e, hormônios. Essas coisas.)

  26. Bom, acho q vcs não são totalmente canhotos.
    Eu nasci e morrerei canhota de pé, mão, olhos, tudo!!!!..,, amo ser canhota é muito mais rápida de raciocínio do que qualquer humano destro.

  27. Lucas jamais será “Ambidestro”. Isto, por que, um ambidestro consegue fazer tudo normalmente com os 2 lados do corpo. Ele diz que faz algumas coidas coma direita e outras com a esquerda.
    Seor exemplo, ele tentar fazer com a mão direita o que só faz com a esquerda, ele vai falhar.
    Eu sou ambidestro, e uso minhas habilidades como “Guru” e curandeiro.
    No meu caso, eu faço tudo normalmente, com ambos os lados do corpo.
    Bom texto autor.
    Namastê

  28. Sou canhoto para escreve mais bola de gude é com a direita, rodar a bola na ponta do dedo e chutar. Agora chance de desenvoler esquizofrenia não me agradou,vou me vigiar mais meu figado tem que estar sadio para enviar omega3 desentupir o cerebro!

  29. Sou canhota e abro latas com facilidade, naturalmente, porque treinei pra isso. Minha letra é bonita, aliás, tenho várias, porque também treinei pra isso. Dirijo muito bem, leio muito rápido, sempre tive facilidade em ping-pong(seguro a raquete com indicador e polegar em pinça), vôlei, corrida, ciclismo, natação, tênis e muito boa em esportes de mira. Gosto de arquitetura, pintura, artes em geral. Traço ótimo e criatividade acima da média também. Sou muito detalhista, eu diria, na cozinha e cozinho excepcionalmente bem. Meu humor está sempre pronto e é aguçado e fico impaciente e às vezes me torno agressiva quando as pessoas demoram a se decidir ou não entendem ou entendem alguma coisa de forma incompleta. Sou ansiosa e falo muito rápido. Algumas pessoas já riram dizendo que eu deveria narrar futebol. Didática muito acima da média e capacidade de síntese também. Também percebo as pessoas e se quero as deixo extremamente confortáveis. Por isso sou tímida. Imagino que os outros percebam em mim as dúvidas, inseguranças, medos e porcarias escrachadas que vejo nelas, diferentemente da maioria, acreditem. Quando eu era criança a professora do pré queria que eu usasse a mão direita e eu trocava o lápis ou o que estivesse usando quando ela se aproximava, retornando para a mão esquerda após ela passar. Era uma estúpida, coitada..Eu faço bem o que quer que seja e se não faço dou um jeito de aprender ou inovar para me sentir confortável. Seleciono o que leio e não perco tempo com o que não acrescenta. Foco meu interesse e não curto banalidades. Questiono o mundo e as pessoas muitíssimo e faço cruzamentos, analogias e investigações muito frequentemente. O que é interessante é esmiuçado, sem que o restante passe batido e ao mesmo tempo é muito veloz. Para mim é tudo em FF. Não sei se e que influência o canhotismo pode ter na minha forma de ser e pensar mas sinto que a diferença não seria completa se não o fosse. E voilá!

  30. Sempre escrevi só com a mão esquerda, uso(agora não mais) o mouse com a mão esquerda, porém sem inverter os botões, faca na mão esquerda. Chuto com ambas as pernas mas a esquerda é dominante. Saque, raquete sempre com a esquerda.

  31. Sou canhoteira e me orgulho por isso!
    Escrevo , chuto com mao esquerda, prefiro usar telefone lado esquerdo tambem
    sou boa de mira lado esquerdo.
    Mas me adapitei com mouse e calculadora com lado direito, abridor de lata.
    O legal que consigo fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo por usar duas maos.
    muito interessante seu texto.

  32. Sou canhoto de mão e pé, tenho excelente habilidades, como por exemplo, adquiri habilidade de digitação hiper-rápida, bem acima de qualquer média, no tempo que uso o teclado numérico com a mão direita, utilizo na mesma proporção o teclado alfanumérico com a esquerda e ainda respeito as sequências com a mão esquerda “q-w-e-r-t” do teclado kkk…
    Tenho ótima percepção e facilidade para analisar arquivos digitais complexos, porque também, trabalho em uma área relacionada a isto. Um dos meus defeitos, talvez, é que converso um tanto acelerado, no entanto, quando faço consultoria ou alguma apresentação junto a um cliente, me encontro totalmente.
    Quanto a digitação rápida, adquiri essa habilidade mediante longo tempo e dedicação, inclusive, me orgulho disto.

  33. Sou canhoto da mão e não do pé,sou muito habilidoso jogando futebol,consigo prever com facilidade o que o adversário irá fazer,e sou malvado de vez em quando e dificuldade mesmo tinha com com objetos hoje sou fera faca serra,apontador,carteira escolar e etc,as vezes quando ia fazer sinal da cruz ainda me atrapalho aprendo rapido e gosto de perfeiçao querer fazer o melhor.
    Enfim parabens pelo documentário e aprendi mais sobre nós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *