Adubo eleitoral

Arrisco-me a dizer que metade da minha timeline no Facebook é de gente reclamando da corrupção, da ineficiência ou da indiferença dos políticos em geral. Engrossam o coro do Fora Renan, assinam petições online, compartilham notícias de jornal e repassam montagens horrorosas de fotos com legendas.

Há, ainda, aqueles que acham que prestam um valioso serviço à nação comentando em letras maiúsculas: “isso é Brasil”. Fecham a intervenção acrescentando múltiplos pontos de exclamação, como que para amplificar a intensidade de sua indignação.

São manifestações tão patéticas quanto inúteis – embora eu admita já ter embarcado nessa inúmeras vezes. O Ficha Limpa não emplacou, o Renan continua presidente do Senado e a Ivete Sangalo vai cantar no Rock in Rio. Não adianta reclamar. É preciso agir!

- Olha ali o cara em quem eu votei!
– Olha ali o cara em quem eu votei!

Quando você tem dor de cabeça, você anuncia o fato para seus amigos e espera a dor ir embora? Quando seu filho tem febre, você conta para o mundo e ele melhora?

Quando você reclama dos impostos, o governo deposita algum dinheiro na sua conta? Quando você manifesta sua indignação contra políticos corruptos, eles renunciam por vergonha?

Em vez disso, o que tem acontecido? O Tiririca foi o deputado federal mais votado. O Renan Calheiros foi eleito presidente do Senado. A Petrobrás, que já foi a maior empresa da América Latina, está operando no vermelho. O Governo cria mais programas assistencialistas de compra de votos.

E você não se toca que essa gritaria pueril não surte o menor efeito.

Ainda que você retruque citando o julgamento do Mensalão, é preciso lembrar que ele foi adiante graças a heroicos esforços individuais. Houve pressão e apoio da opinião pública – e você deve ter contribuído para isto – mas, reconheçamos desolados, foi um fato isolado.

Fora isto, qual o resultado prático da sua gritaria? Ou melhor: o que você tem feito, de verdade? Quais os seus planos efetivos para mudar a situação do país? Ou você acha que tudo vai se resolver enquanto você fica brincando nas redes sociais?

Sejamos mais pontuais, então: em quem você votou nas últimas eleições para senador, deputado federal, estadual e vereador? O quê os seus congressistas têm feito? Alguma vez você já tentou saber ou entrou em contato com ele?

Se a sua participação nos assuntos do seu país se resume a comparecer à sua zona eleitoral, a cada novo pleito, simplesmente por obrigação, então você está colhendo exatamente aquilo que planta. E os seus comentários no Facebook servem apenas de adubo.

1 pensamento em “Adubo eleitoral”

  1. Sabe o que vai acontecer? Algumas leitoras desse texto vão postá-lo no Facebook e se sentirão melhores que a malta dos protestos inúteis. Na próxima semana estarão se indignando no Facebook novamente.
    E nas próximas eleições vão votar no mesmo lixo de sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *